A farsa da democracia…por Aldous Huxley.

«Os homens são atormentados pelo pecado original dos seus instintos anti-sociais, que permanecem mais ou menos uniformes através dos tempos. A tendência para a corrupção está implantada na natureza humana desde o princípio. Alguns homens têm força suficiente para resistir a essa tendência, outros não a têm. Tem havido corrupção sob todo o sistema de governo. A corrupção sob o sistema democrático não é pior, nos casos individuais, do que a corrupção sob a autocracia. Há meramente mais, pela simples razão de que onde o governo é popular, mais gente tem oportunidade para agir corruptamente à custa do Estado do que nos países onde o governo é autocrático. Nos estados autocraticamente organizados, o espólio do governo é compartilhado entre poucos. Nos estados democráticos há muito mais pretendentes, que só podem ser satisfeitos com uma quantidade muito maior de espólio que seria necessário para satisfazer os poucos aristocratas. A experiência demonstrou que o governo democrático é geralmente muito mais dispendioso do que o governo por poucos.»

Aldous Huxley
in “Sobre a Democracia e Outros Estudos”, 1927.

Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Alexandre Sarmento Written by:

One Comment

  1. A elite que hoje dirige os destinos não só de Portugal, mas da Europa, é pior ainda do que a do regime Nacional-Socialista alemão. Pois esses ao menos admitiam abertamente que eram anti-democratas, ao passo que a actual elite passa a vida a fazer juras à “democracia”, mas de “democrático” pouco ou nada têm. Basta observar a obediência cega desta gentalha às ordens emitidas a partir de Bruxelas, Berlim e várias entidades internacionalistas como o Clube Bilderberg, para se perceber em que realmente consiste o conceito de “democracia” nutrido pela actual elite.

    Sejam sinceros, quem é que hoje acredita seriamente na charada que são as eleições?

    Quem é que pode mesmo acreditar que os vermes de fato e gravata que são candidatos nas eleições regularmente encenadas, totalmente vendidos ao capital e aos grandes interesses económicos, representam os interesses da Pátria?

    A “democracia” hoje não passa disto mesmo, uma gigantesca farsa mantida apenas para perpétuar nas massas a sensação de que estas têm algum poder de decisão, porém, tal farsa jamais poderá durar para sempre, pois trata-se de um sistema auto-destrutivo na sua essência.

    Quando a seita “democrática” se instala numa dada Nação, esta faz da mentira permanente o seu modus operandi e trata de assegurar que independentemente do resultado das eleições, nada irá mudar. Não interessa se votam no partido A, B ou C, pois o sistema político colocado em prática pelas elites que sequestraram as nações europeias, está viciado de forma a garantir a impossibilidade de qualquer transição dentro do quadro da dita “democracia”.

    Combater a “democracia” não tem por isso nada de vergonhoso ou de mau, pois maus são aqueles que sob a capa da “democracia”, levam hoje a cabo os seus maquiavélicos intentos à custa do melhor sangue das nações europeias, destruíndo, roubando, caluniando e levando a cabo uma política de verdadeiro genocídio contra os seus próprios povos.

    Ao lerem isto, os que estão alinhados com o actual regime de podridão, decerto que ficarão chocados, não só devido à crueza das minhas palavras, como também devido ao facto de serem hoje muito poucos aqueles que têm a coragem de colocar as coisas publicamente nestes termos. A dita “democracia” transformou-se verdadeiramente numa ditadura dos plutocratas que matam e trucidam inocentes sem a menor hesitação.

    Quem financia hoje praticamente todas as guerras que ocorrem no Mundo?

    Quem é que reduz milhões à maior das misérias em nome dos “mercados” e outros interesses do alto capital?

    Quem é que patrocina entidades sinistras como o Estado Islâmico e a Frente Al-Nusra?

    “Democratas”!

    “Democratas”!

    “Democratas”!

    As ditas “democracias” que temos hoje na Europa, em colaboração com a Nação dos yankees (a primeira e única Nação do Mundo a utilizar armas nucleares contra alvos civis…), são as principais responsáveis por todos estes crimes e muitas mais patifarias que não cabem agora referir aqui.

    Mais aqui:

    http://historiamaximus.blogspot.com/2015/11/piores-que-os-nazis_19.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *