Propostas para um novo mundo, o caminho da servidão!

Religião Única.

Carta da Terra, ouviram falar, uma nova forma de abordar a religião, ou seja, como será virtualmente impossível afastar o bicho homem da sua parte espiritual, os senhores do mundo arranjaram uma forma de dar a volta ao texto, substituindo a religião pela ecologia, uma religião fabricada nos laboratórios dos senhores do mundo, uma religião única promovida pelo império Bilderberg. Para conseguirem o domínio pretendido alistaram nas fileiras desta nova organização dita espiritual elementos de quase todas as religiões, de quase todos os credos, mais uma vez uma forma de aceder aos pilares dessas mesmas organizações, corroendo-as, dominando-as e num futuro não muito longínquo dar-lhes a estocada final, tudo isto, claro está, depois de terem cumprido o objectivo ao qual se tinham proposto, o modus operandi já é sobejamente conhecido pelos mais informados, mas completamente ignorado pelo comum habitante deste planeta, estamos a falar de uma farsa portanto, apenas mais uma!!!

Resultado de imagem para carta da terra

Se atendermos que nesta organização ficaram de fora o Dalai Lama e a Igreja Católica, sendo no caso do primeiro óbvio, evitar o choque com a super potência China Comunista, que como sabemos tem direito de veto como membro no conselho permanente da ONU, no caso da Igreja Católica foi com certeza causada pelos atritos entre a maçonaria e a própria igreja, sabendo nós que os membros mais destacados da ONU são maçons está então perfeitamente justificada a atitude, mas digo eu, é apenas uma questão temporal, pois como todos nos vamos apercebendo os próprios pilares da Igreja Católica vão sendo corroídos sistematicamente, sendo o catolicismo mesmo o alvo maior dos ataques da NOM.

Resultado de imagem para carta da terra

Uma farsa monumental, digo mesmo brutal, pois utilizando como argumento a protecção ambiental e da biodiversidade estamos na verdade a entrar num processo de controle populacional, um processo de redução drástica de população, se não me falha a memória ou os dados que disponho o objectivo é mesmo baixar o numero de seres humanos para entre 500 milhões e 3 mil milhões, repare-se que mesmo o número mais elevado pretende que seja reduzido a menos de metade o numero de habitantes do planeta. Perguntam-me agora, e como será possível esta drástica redução? Não creio ser difícil responder, basta olharmos para as doenças dos tempos modernos, cancros, sida e outras, estamos a perder drasticamente as nossas defesas naturais, o nosso sistema imunitário está cada vez mais deficitário, chegando mesmo ao extremo de as próprias vacinas funcionarem como bombas relógio biológicas, quem se lembra dos 48 milhões de condenados à morte por um erro num programa de vacinação, falamos de quê afinal, ocorre-me um termo genocídio, sim genocídio pois é mesmo disso que se trata.

Resultado de imagem para vacinação 48 milhoes de mortos

Vivemos hoje realmente num mundo muito estranho, um mundo em que pouco faltará para nem sequer termos liberdade de pensamento, um mundo onde seremos perfeitas máquinas ao serviço do sistema, unidades produtivas, objectos do sistema, perderemos todas as características que nos definiram com espécie inteligente, ficaremos na mão de uma pequena elite, serviremos essa mesma elite, seremos descartáveis, seremos perfeitamente dispensáveis, estamos a pagar o preço por termos enveredado pelo caminho mais simples, o caminho da desumanização da sociedade, estamos a pagar o preço do consumismo e do esquecer daquilo que somos, seres gregários e inteligentes, seres com sentimentos, seres vivos com direito à sua liberdade individual, seres com o direito a escolher o seu futuro, um futuro de liberdade e não um futuro de escravatura.

Resultado de imagem para humanidade

Creio não ser tarde demais para travar o processo em curso, bastando para isso apelarmos ao nosso íntimo, à nossa consciência, adoptarmos uma atitude diversa, uma atitude consentânea com aquilo que somos, com aquilo para o qual fomos criados, seres espirituais, seres bons, seres capazes de ultrapassar as dificuldades, seres capazes de coabitar um planeta com todas as outras espécies, sejam elas animais ou mesmo vegetais, biodiversidade, é disso que se trata, uma biodiversidade, um mundo natural e não uma biodiversidade induzida ou limitada pela vontade de uma pequena elite para a qual a vida humana, ou outra qualquer, não tem qualquer valor a não ser como meros servidores, ou escravos, objectos sem direitos, apenas deveres, o que já hoje somos sem que tenhamos dado conta disso.

É portanto tempo de despertar, é tempo de acordar e mudar o rumo para o qual este sistema verdadeiramente desumano nos está a levar, o ponto de não retorno está próximo, espero que não demasiado próximo!!!

Apenas vos peço que façam uma pequena reflexão e pensem no que realmente pretendem para o futuro, para as gerações vindouras…

Alexandre Sarmento

 

Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Alexandre Sarmento Written by:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *