Todos diferentes, todos iguais…

Somos uma mistura de etnias, todos diferentes, todos iguais no fundo, pois todos somos da mesma espécie, Homo Sapiens Sapiens, como tal, as diferenças de pormenor entre nós, cor da pele, língua, cultura, religião ou mesmo a área geográfica à qual pertencemos, são no meu ver benéficas, são tudo aquilo que quebra a monotonia, são os contrastes nesta nossa civilização já tão formatada, tão standardizada, tão cinzenta.Imagem relacionada

Deixem-nos ser diferentes, deixem-nos ficar com as nossas diferenças, deixem-nos ser seres humanos! Esqueçam, nunca seremos máquinas ou meras unidades de produção, basta que para isso façamos uso de uma capacidade única entre os animais, a inteligência, a capacidade de pensar, a capacidade de ir mais além, a capacidade de nos superarmos, deixem-nos ser seres humanos de verdade, deixem-nos ficar com as nossas diferenças, deixem-nos pensar pelas nossa cabeças, deixem a humanidade seguir o seu caminho, o caminho de um homem novo, um homem mais voltado para dentro de si mesmo, um ser mais verdadeiro, mais espiritual, afinal, o que seria o corpo sem o espírito?

Nada, nada mesmo, apenas um mero pedaço de matéria à espera de se extinguir.

Alexandre Sarmento

Artigos recentes

Comentários recentes

Arquivo

Categorias

Meta

Alexandre Sarmento Written by:

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *